CONHEÇA PESSOAS RICAS E BONITAS. CADASTRE-SE AGORA!

Letícia era uma garota de classe média do interior de São Paulo. Sempre levou uma vida confortável, mas sem ter o luxo presente em sua vida. Fez faculdade particular na cidade natal e morava com os pais. Depois de alguns relacionamentos sem sucesso e visitar as amigas na capital paulista, descobriu que era possível dar um passo além e conquistar tudo aquilo que não tinha sido possível até então. Afinal de contas, nenhuma vida é tão boa que não possa ficar melhor. Ela descobriu o mundo Sugar, se tornou Sugar Baby e, hoje, tem uma relação estável com Juliana, sua Sugar Mommy.

Confira agora o relato de Letícia:

“Sempre que lia histórias de Sugar Babies eu me sentia como se não pudesse entrar nesse mundo. Todos os relatos que li sempre contavam histórias de meninas que tiveram que se esforçar muito para a faculdade e conquistar tudo o que queriam. Eu, pelo contrário, sempre tive “tudo” que queria. Fiz o sinal de aspas porque meus pais me proporcionaram tudo que estava ao alcance deles. Mas que, não necessariamente, significava tudo o que eu queria.

Confesso que o que me encheu os olhos foi a possibilidade de, sei lá, poder andar em um Louboutin diariamente, sabe!? Era só o que eu pensava enquanto fazia meu cadastro. Afinal de contas, eu estava muito frustrada com relacionamentos e não acreditava mais que era possível encontrar alguém com quem fosse me dar bem.

Foi então que resolvi sair com a Juliana. Ela falou comigo no chat. Conversamos por uma semana por lá e, quando me peguei sorrindo para a tela do computador, percebi que, talvez, eu conseguisse voltar a ter um sentimento forte por alguém.

Me permiti passar meu número para ela e até mesmo um encontro. Mas logo lembrei que, hoje em dia, tudo começa tão bem e, quando você menos espera, a outra pessoa desaparece.

Eu meio que não acreditava quando lia essas histórias do Meu Patrocínio Gay. Parecia que tudo era muito surpreendente, sabe!? Difícil de acontecer hoje. Foi então que fomos a um restaurante; dias depois a um café; uma semana depois a uma exposição de arte. Os encontros aconteciam semanalmente e, quando a Ju tinha uma folga, me ligava e nos víamos mais uma ou duas vezes na semana. Fizemos nossa primeira viagem. Depois outra. Os presentes chegavam sempre. Os passeios ao shopping se tornaram quase que programa obrigatório de quando nos víamos no final de semana.

Quando me vi aceitando entrar em uma relação fixa, quase nem acreditei. A gente tem um combinado de que somos companheiras uma da outra. Não nos intitulamos namoradas, mulheres, nem nada disso. Somos companheiras mesmo. Acho que isso é fundamental para qualquer relacionamento. A diferença é que isso não fica claro para as relações tradicionais. As pessoas trocam companheirismo por cobrança. Enquanto no relacionamento Sugar as pessoas têm os ideais de leveza, companhia e sinceridade muito claros na cabeça.

Foi isso que fez com que eu me apaixonasse pelo estilo de vida Sugar e, claro, pela Ju. Hoje em dia eu caminho muito mais leve, confortável e segura. Isso tudo por causa da Juliana. E também porque tudo fica mais fácil em cima de um Louboutin, não é mesmo!?”

CONHEÇA PESSOAS RICAS E BONITAS. CADASTRE-SE AGORA!