CONHEÇA PESSOAS RICAS E BONITAS. CADASTRE-SE AGORA!

Marcelo sempre se sentiu preparado para entrar em um relacionamento. Porém, a liquidez das relações tradicionais e a já conhecida falta de transparência o fizeram ficar desacreditado de que poderia encontrar alguém e viver um tão sonhado amor inesquecível. Assim, ele viu no relacionamento Sugar uma opção para realizar outros sonhos e, quem sabe, viver uma relação de amor verdadeiro. Mesmo que isso, agora, esteja em segundo plano para ele.

Confira o relato de Marcelo e como ele reviu suas prioridades:

“Eu era aquele gay que queria viver uma relação como a de muitos amigos e amigas héteros: namorar, ter alianças, noivar e me casar, com direito a festa e tudo. Mas eu quebrei muito a cabeça procurando alguém que também quisesse isso. Conheci muita gente sem objetivos e sem as mesmas expectativas que eu e me esforcei demais por relações vazias. Mesmo sabendo que não íamos chegar a lugar nenhum, eu estava lá mandando mensagem, chamando para sair e coisas do tipo.

Passei por uma desilusão bem grande. Alguém com quem falava todos os dias e com quem partilhei meus pensamentos mais íntimos, simplesmente sumiu. Desapareceu. Deixou de mandar, sequer, um ‘oi’. Foi depois disso que eu perdi todas as esperanças e passei a focar na minha carreira.

Eu me formei em jornalismo há dois anos. Peguei toda a energia que investia em relacionamentos e apliquei no meu trabalho. Mas existem muitos jornalistas no mercado. E cada vez está mais difícil de se destacar. Em uma de minhas pesquisas para conteúdo, acabei esbarrando no termo relacionamento Sugar. Foi aí que conheci o Meu Patrocínio Gay. Li sobre o que era e percebi que existia a possibilidade de eu ter alguém interessante ao meu lado e que ainda pudesse me ajudar na carreira.

Naquele ponto, eu já estava desacreditado de um relacionamento como sempre sonhei. Na verdade, até hoje eu estou. Encontrei um Sugar Daddy Gay que é bem tranquilo. Ele quer uma companhia inteligente, interessante, que se vista bem. Alguém apresentável para o círculo social dele.

No perfil dele estava bem claro ‘não procuro relacionamento estável’. Quando li isso, pensei ‘por que não?’. Mandei mensagem. Ele viu no meu perfil que eu também não buscava uma relação mais profunda. Foi esse fator que nos proporcionou o primeiro encontro. Depois disso, eu o achei uma boa pessoa para ter ao meu lado. Ele viu que eu tinha conteúdo e que seria uma ótima pessoa para circular junto dele (modéstia à parte rs!).

A gente está junto há quatro meses. Eu circulo por lugares bem exclusivos. Ele é do mercado financeiro e cuida de investimentos de pessoas importantes. Dinheiro para ele não é problema. O suporte que ele tem me dado é muito valioso. Consegui um emprego melhor, por indicação dele. Estou dentro de uma revista de moda. Em um cargo não tão fácil de chegar. Certamente, esse ‘toque doce’ foi mais do que necessário para que isso acontecesse.”

CONHEÇA PESSOAS RICAS E BONITAS. CADASTRE-SE AGORA!