CONHEÇA PESSOAS RICAS E BONITAS. CADASTRE-SE AGORA!

Vinícius era o tipo de pessoa que sempre gostou de relacionamentos rápidos. Ou melhor, ele achava que gostava de se relacionar assim. Até que entrou para o Mundo Sugar e viu a sinceridade de um Sugar Daddy mudar sua maneira de pensar.

Confira agora o relato desse Sugar Baby.

“Eu sempre fui aquele cara que sumia, não respondia e achava que quem tinha o controle da relação era eu. Que ela ia começar quando eu quisesse e acabar quando eu quisesse também.

Isso mudou quando eu conheci o Meu Patrocínio Gay e lá, encontrei o Jorge. Ele era, ou melhor, parecia ser, ainda mais desapegado a relacionamento do que eu. Quando nós combinamos de nos encontrar, ele já me mandou logo a real e disse que a gente não ia ter nada tradicional. Que ele queria me ver uma vez na semana. Quando não desse, tudo bem por ele.

A princípio, eu adorei. Achei perfeito encontrar com alguém só uma vez na semana, não ter drama e ainda ganhar vários presentes.

Bom, o caminhar da história foi bem diferente disso. A cada encontro, eu ia me envolvendo mais com ele, e ele comigo. Nenhum dos dois admitia ou fazia algo para mudar isso. Não por desonestidade, mas por não querer dar o braço a torcer, sabe?!

Eu comecei a perceber que estávamos desenrolando de um jeito diferente quando, em plena quarta-feira ele me mandou mensagem. A gente já tinha se visto na segunda. Logo de cara, eu pensei que ele queria aquele encontro pra gente acabar com o que tínhamos.

Mas, não. Ele me buscou em casa, fomos conversando normalmente e, no meio do jantar, ele disse que tinha interesse em me ver mais vezes. Eu fiquei chocado. Eu queria que isso acontecesse, mas não imaginei que ele fosse fazer isso.

Confesso que o fato de ele querer ficar distante desde o começo me incomodou um pouco. Depois, refletindo sobre isso, eu vi que era isso que eu fazia com as pessoas. Eu quem definia o ritmo, sem saber o que a outra pessoa queria.

O Jorge, no primeiro encontro, disse o que ele poderia me oferecer e o que esperava de mim. Eu concordei com nos vermos pouco. Afinal, eu queria ver até onde a gente ia chegar.

Agora, eu percebi que as pessoas que se relacionaram comigo ficavam em uma posição na qual eu me coloquei ao aceitar o Jorge como Sugar Daddy. Eu dei ‘sorte’ de ele querer estreitar os laços. Mas, confesso que fiquei pensando em quanta gente eu posso ter machucado e, hoje em dia, agradeço por ter o Jorge ao meu lado e me arrependo de ter sido desonesto com algumas pessoas”.

CONHEÇA PESSOAS RICAS E BONITAS. CADASTRE-SE AGORA!