CONHEÇA PESSOAS RICAS E BONITAS. CADASTRE-SE AGORA!

Marcela, 26 anos, graduada em Arquitetura e pós-graduada em Design de Interiores, sempre teve sua independência financeira e já se relacionou com homens e mulheres. Cansada de relacionamentos vazios, ela contou para a gente do Meu Patrocínio Gay o que a fez se inscrever no site como Sugar Mommy; e como tem sido ter uma Sugar Baby.

“Desde sempre, tive minha independência financeira. Meus pais moram aqui em São Paulo também, mas desde que me formei, com 23 anos, saí da casa deles. Eu já estava financeiramente estabilizada e me relacionando com uma mulher. Eles não aceitaram muito bem a minha bissexualidade, então, eu resolvi ter meu próprio lugar.

Depois de três namoros com homens e dois com mulheres, percebi que os relacionamentos vazios não estão atrelados com o gênero das pessoas. Antes eu pensava assim. Foi isso, inclusive, que me fez querer ficar com mulheres e, consequentemente, descobrir minha bissexualidade.

Fiquei frustrada com meu último relacionamento e me dei um tempo. Fiquei anos evitando possíveis contato mais íntimos. Nada de troca de número de telefone. Nada de mil mensagens durante o dia. Nada de me abrir com ninguém que não fossem meus amigos. Foi um deles, inclusive, que me mostrou o Meu Patrocínio Gay. O chefe dele tinha se cadastrado no Meu Patrocínio e comentou com ele a respeito. Eu li bastante coisa sobre e, ao que parecia, as pessoas eram empenhadas em fazer aquela relação acontecer. Cada uma com seus motivos. Então, me inscrevi.

Hoje em dia, sou uma Sugar Mommy convicta. Conforme eu encontrava com meninas que eram Sugar Babies eu tinha mais certeza disso. Eu queria alguém do meu lado que não mentisse para mim. Que fosse honesta com relação a tudo. Fosse sobre uma viagem que sonha fazer ou o que quer para o futuro.

Conheci várias meninas. Várias mesmo. Eu ainda tinha o pé atrás com as pessoas. Mas teve uma que me encantou mais. Ela tinha atitude. Mesmo sendo o nosso primeiro encontro, ela estava segura de si. Parecia que tinha tudo na vida sob controle e que tinha acabado de chegar ali para encontrar com alguém que já conhecia. A segurança deixa as pessoas mais tranquilas e leves. E foi assim nosso encontro: leve, tranquilo e com muita risada.

Na verdade, a nossa relação é assim. A gente já viajou juntas algumas vezes. Já fomos para destinos super populares como Paris e Londres, e até para uns menos comuns, como o Laos. Quando propus essa última viagem, me surpreendi com a resposta positiva dela. E isso me deixou mais feliz ainda. Afinal de contas, não é todos os dias que você encontra alguém que é tão parceira assim”

CONHEÇA PESSOAS RICAS E BONITAS. CADASTRE-SE AGORA!