primeiro

28 04, 2016
Como aproveitar um encontro no frio

Por |04 abril, 2016|Categorias: Primeiro Encontro|Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , |Comentários desativados em Como aproveitar um encontro no frio

O outono finalmente despertou, e no país inteiro já dá para sentir uma brisa mais gelada do que o normal (nas regiões sul e sudeste, já é caso de muita roupa e cobertor!). E mesmo que você prefira o calor, uma coisa não dá para negar: o frio é a melhor época para namorar!

Clima de comida, chocolate, cinema, vinho, fondue… Seja qual for o encontro da vez, trouxemos algumas dicas para qualquer casal sair juntinho, e não batendo os dentes.

Que tipo de lugar escolher?

Um ambiente elegante, com uma boa vista, é essencial em um jantar, festa ou qualquer encontro de bom gosto, mas ninguém quer passar frio enquanto isso. Pense em pequenos detalhes como área coberta e aquecedores, ou garanta que tanto a Sugar Baby quanto o cavalheiro estejam bem elegantes, como o clima pede.

2. As melhores comidas

Neste tempo frio, eis a melhor hora para aproveitar entradas que se mostram pesadas em outras estações: batatas são puro carboidrato, ótima fonte de energia para aquecer o corpo; nunca o fogo da pimenta foi tão bem-vindo; deixe para lá a saladinha, nada mais romântico do que dividir uma cremosa sopa com o seu amor.

3. Vernissage

Tem época melhor para queijos e vinhos do que o frio? A fondue de queijo também é um clássico muito bem-vindo, mistura de elegância e requinte que proporciona uma interação ainda maior entre o casal.

Mas por ser sofisticado, combinar as peças certas às taças que mais harmonizam é um trabalho em tanto. Para não transformar o momento em um desastre, saiba antes que tipos de queijo usará e quais rótulos deve procurar. Como dica geral, prefira os tintos, por serem mais encorpados, alcoólicos e por não precisar gelar para beber (Baco já concordava que o vinho serve para “aquecer a alma e o coração”).

4. Um café e algo a mais

Se a noite for terminar com um cafezinho, por que não deixá-lo mais, digamos, “caliente”? Um pouquinho de licor ou destilado faz muito bem à mais brasileira das bebidas. Uma boa pedida é o irish coffee, clássica combinação de café, uísque irlandês ou creme de licor, chantili e açúcar. Mais popular entre os jovens, o chocolate quente com conhaque (também conhecido como “choconhaque”) faz arder a chama de qualquer paixão.

5. Bom papo

Sempre é bom ter assunto à mesa para impressionar seu par ou quebrar o gelo. Utilize justamente a esfriada do tempo para puxar assunto. Saber se seu parceiro gosta mais de sol ou de neve é um bom começo para muitos outros assuntos – para quais países gostariam de viajar? Que tipo de hobbies podem compartilhar? Aproveite para começar a colocar em pauta suas expectativas e descobrir se existe conexão de interesses.


Dating Thursday: as noites de sexta e sábado são de encontro? Dicas e guias para namorar.

14 04, 2016
O que fazer (e não fazer) no primeiro jantar

Por |04 abril, 2016|Categorias: Primeiro Encontro|Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , |Comentários desativados em O que fazer (e não fazer) no primeiro jantar

Pedir salada verde ou optar por uma tigela de sopa de cebola? Apostar em um beijo ou terminar com um abraço? A gente nunca sabe como fazer as coisas progredirem com toda a certeza em um primeiro encontro, mas é possível se superar para tornar o jantar inesquecível.

Isso você pode fazer:

Sujeira no dente

Homens e mulheres, digam se ela ou ela tiver alface, batom ou qualquer outra sujeirinha nos dentes. Da mesma forma que todos estão preocupados em não ficar bagunçado ou despenteado, existe, sim, a possibilidade de algo, sem querer, ficar preso no lugar errado. Acredite: é muito menos vergonhoso ser avisado de uma sujeira do que ficar falando por horas e sorrindo largamente com um visual não muito agradável. Além de passar maturidade e confiança, dá para quebrar o gelo com bom humor.

Preço do prato

A regra é: nem tão barato nem tão caro. A primeira refeição diz muito sobre você, assim como vinho ou a bebida escolhida. Então, não deixe de mostrar aí suas características, mas sem exagerar nos preços – não escolha o prato mais simples e barato, que não vai refletir sua personalidade e pode até desagradar, mas também não fique de olho só nos pedidos mais requintados e exagerados. Tente pedir algo numa faixa média de preço e faça com que a refeição seja um complemento do encontro, e não algo a ser lembrado pelo valor.

Agradecer

Sugar Babies, tenham bons modos e nunca se esqueçam de agradecer quem te levou (e bancou) o encontro. Ele encontrou um tempo no meio da agenda lotada só para ficar com você. O mínimo que você pode fazer é mostrar gratidão. Se o encontro virar um ritual mensal incluindo um auxílio, você certamente não deve se esquecer dessa atitude (faça disso um hábito).

Planejar um próximo encontro

Sugar Daddy, se você achou um grande encanto a garota com quem passou a noite junto, pergunte sobre um próximo encontro para que ela saiba que você está interessado e que gostaria de mais tempo junto. Seja um cavalheiro e mostre que gostaria de ser novamente – não se esqueça, uma relação Sugar pressupõe expectativas claras de ambas as partes.

Isso você não pode fazer:

Beber demais

O primeiro jantar não é o momento para tomar todas e curtir como se estivesse na faculdade. É uma refeição para ser dividida entre dois adultos maduros, por isso, fique esperto com as suas doses – tente tomar no máximo duas garrafas de vinho ou um drinque, sempre alternando com copos de água e um petisco ou outro, para quebrar o efeito do álcool. Isso evita comportamentos constrangedores e assuntos que podem se tornar discussões. Esteja atento aos limites do companheiro ou companheira também (às vezes, a pessoa não quer parecer fraca, e por isso temos que parar antes em respeito).

Celular

Não tem nada pior em um encontro do que ser interrompido pelo incômodo de uma ligação telefônica. “Daddies”, basta apenas uma ligação da sua assistente para irritar e mudar completamente o humor da sua parceira. O foco da noite deve ser a sua Sugar Baby. Ela, provavelmente, ficou o dia todo ansiosa só para te encontrar e não iria querer ter o encontro de uma hora e meia encolhido para apenas 20 minutos de interação de verdade. Até vocês acertarem os detalhes do acordo, faça o favor de minimizar qualquer possibilidade de distração com telefones e gadgets. Sugar Babies, isso também inclui ficar ligada no Facebook a ponto de esquecer que um potencial Sugar Daddy ricaço está sentado na sua frente.


Dating Thursday: as noites de sexta e sábado são de encontro? Dicas e guias para namorar.

7 04, 2016
Sinais de alerta em primeiros encontros

Por |04 abril, 2016|Categorias: Primeiro Encontro|Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , |Comentários desativados em Sinais de alerta em primeiros encontros

Encontros nem sempre são fáceis. Dá aquele friozinho na barriga, não sabemos muito bem o que esperar e várias vezes ficamos na dúvida entre conhecer alguém novo ou ficar em casa assistindo séries. Se seu medo é que algo dê errado, o melhor é conhecer os sinais de perigo logo de cara.

A verdade é que nos primeiros encontros, as pessoas tentam mostrar apenas as suas melhores qualidades e, só depois de algumas saídas, percebemos que a pessoa não é bem o que parecia (afinal, impossível conhecer alguém tão rapidamente).

Por isso, preparamos uma lista com os “alertas vermelhos” – aqueles sinais que podem surgir logo no começo e te mostram que é melhor cair fora ou, pelo menos, tomar mais cuidado com o que o parceiro diz.

Falar de ex-namorados

Uma coisa é comentar vagamente sobre a vida amorosa e o passado, outra é transformar o encontro em uma verdadeira sessão de terapia. Não sejamos hipócritas, todos nós temos ex-namorados, mas ficar ouvindo de como o relacionamento de alguém foi bom ou horrível só indica que tem algo não terminado nessa história, o que não é interessante para nenhum pretendente.

Usar muito o celular

As pessoas hoje em dia não percebem mais o quão indelicado é ignorar a pessoa a sua frente só para dar uma olhadinha no Facebook ou Instagram. Ficar colado nas redes sociais ou preferir dar atenção às mensagens de Whatsapp é um hábito que dificilmente vai mudar (a pessoa pode até ter uma vida virtual!). A única exceção seria pegar o celular para te mostrar a foto do cachorro ou algo do tipo…

Comentar sobre a comida

Muitos encontros envolvem comia (mesmo quando não acontecem em um restaurante). Lembre-se: se alguém aqui tem o direito de falar sobre a sua dieta ou jeito de comer é a sua mãe, e só ela! Comentários como “nossa, você come rápido” ou “ainda aguenta a sobremesa?” são sinais de gente controladora.

Ser grosseiro

Não adianta nada seu parceiro ser um cavalheiro (ou dama) com você, mas tratar mal os garçons, o manobrista, um pedinte na rua… Fique atento na maneira em que as pessoas ao seu redor são tratadas, pois no futuro pode ser com você.

Beber demais

Tudo bem tomar algumas taças de vinho durante o jantar, mas que seja para apreciar e acompanhar o momento. Se a ideia é virar copo atrás de copo, misturar fermentados e destilados, pedir tequila ou outras opções mais fortes, um encontro não é a melhor hora. Pode ser que a pessoa não amadureceu o suficiente está no mesmo ritmo do colégio.

Falar muito de si mesmo

É preciso manter o equilíbrio: falar um pouco sobre você, perguntar um pouco sobre o outro. E os dois precisam fazer isso. Quem não fala nada, tem algo a esconder. Quem fala demais, é narcisista, gosta de ter a atenção do maior número de pessoas possível e pode trazer problemas durante toda a relação.

Falta de contato visual

Dizem que os olhos são a janela da alma. Se ele não olha para os seus, há algo de errado – pode esta disfarçando mentiras, pode ser inseguro demais, pode ter medo de se abrir… Pode tantas coisas que o melhor é fugir mesmo.

Não se arrumar para o encontro

Ninguém está pedindo um traje de gala, mas nada pior do que passa horas se arrumando e pensando num “look” para ver seu parceiro chegar vestido de qualquer jeito ao encontro. A ideia não é impressionar?


Dating Thursday: as noites de sexta e sábado são de encontro? Dicas e guias para namorar.