CONHEÇA PESSOAS RICAS E BONITAS. CADASTRE-SE AGORA!

Confira o relato de Bento, um garoto que mudou de vida depois de conhecer o Mundo Sugar.

Sempre tive o sonho de conhecer vários países, mas nunca passei do litoral norte de São Paulo. Lá em casa, as coisas nunca foram fáceis para mim. Sempre tive que trabalhar muito e correr atrás daquilo que eu queria e, claro, que estava ao meu alcance. Eu não estava satisfeito com aquela situação. O que me faltava era uma oportunidade. O que me faltava era o Mundo Sugar.

Quando descobri o Meu Patrocínio Gay, fiquei com receio de entrar. Pensava em mim como uma pessoa que não iria conseguir encontrar outro alguém. Tenho uma origem bem humilde e não me via como os outros gays que eu imaginava serem Sugar Babies – aqueles com cabelo milimetricamente posicionado, que sabiam a diferença entre um terno e um costume.

Felizmente, sempre fui muito interessado em vários assuntos e li muito. Livros, revistas, jornal e gibis. Acho que isso me ajudou bastante, pois, mesmo não sabendo quanto custava o Louboutin da moda, eu sabia sobre assuntos que tinha certeza que renderiam ótimas e longas conversas. Quanto ao visual, sempre corri, então tenho um corpo atlético… de corrida (risos).

Fiz meu cadastro e coloquei as fotos que eu achava serem as minhas melhores.  Depois de encontrar uma matéria sobre a foto ideal de um perfil Sugar, vi que as minhas eram o oposto de uma foto boa! Refiz meu cadastro, agora com as imagens certas e fui aprovado.

Falei com vários Daddies, jantei com alguns e me interessei por  dois. Eles eram ótimos. O papo fluía muito bem. Ficávamos horas conversando e nem víamos o tempo passar. Mas eu me sentia mal por sair com duas pessoas ao mesmo tempo. Me afastei de um Daddy e mantive contato só com o Antônio. Ele trabalha no mercado financeiro. Nossa primeira viagem foi para Gramado, no Rio Grande do Sul. Depois, queríamos aproveitar mais e ele me levou para conhecer a Costa do Sauípe e, recentemente, voltamos de Santorini, na Grécia. Que lugar incrível!

Além disso, ele me ajudou a conseguir um trabalho melhor, na empresa de um cliente que tem vários restaurantes badalados aqui em São Paulo. Hoje, assumi a gerência de um desses restaurantes, mas comecei como garçom. Você deve estar pensando: “Nossa, um Daddy ajudou ele a ser garçom”. Sim! Ser garçom em alguns restaurantes de São Paulo é algo super concorrido. Devido ao status do lugar, essa profissão se tornou muito procurada por jovens que tenham o physique adequado.

Hoje, como disse, gerencio esse restaurante, entrei para a faculdade de Direito da FMU e ainda estou com o Anto. Com 25 anos, consigo ver como fazer parte do Mundo Sugar Gay mudou a minha vida.

CONHEÇA PESSOAS RICAS E BONITAS. CADASTRE-SE AGORA!