CONHEÇA HOMENS RICOS E MULHERES BONITAS. CADASTRE-SE AGORA!

Se casar ou ir morar com seu parceiro inevitavelmente mudam as coisas, em aspectos como dia a dia, relacionamento e, claro, finanças. Aprender a gerenciar o dinheiro como um casal, seja um casal sugar ou não, não precisa ser algo tenso ou desagradável. Existem coisas que qualquer casal pode fazer para que isso aconteça da melhor maneira possível. Se um dos dois não faz de suas finanças algo que deve ter prioridade, então, fica impossível discutir esse assunto. Além do mais, duas cabeças pensam melhor do que só uma, e quanto mais rápido um casal começa a gerir as finanças juntos, mais rápido ele pode melhorar seu financeiro.

Abaixo, dez regras de ouro para quem quer enriquecer com seu parceiro:

 

FALE SOBRE DINHEIRO

Por mais inconfortável que você ache, falar sobre dinheiro é crucial, e quanto mais cedo você e seu parceiro falarem sobre dinheiro, melhor. Afinal, no Brasil, mais de 50% dos divórcios são causados por questões financeiras.

Comece entendendo como é a situação financeira do seu parceiro, como ele se sente em relação ao dinheiro e o que ele tem como propósito de vida. E fale sobre a sua visão sobre essas coisas. Isso vai permitir uma tomada de decisões melhor e mais racional.

 

ESCREVA SOBRE OBJETIVOS

O primeiro passa para alcançar um objetivo é saber onde vocês estão e para onde querem ir. Fale e pergunte sobre objetivos, dos mais simples aos mais elaborados. Onde querem passar as próximas férias? Querem um plano de saúde melhor? Ou querem dar a volta ao mundo?

Faça seus objetivos os mais específicos possível. Detalhe-os. É comprovado que pessoas que escrevem em algum lugar seus objetivos financeiros, realmente enriquecem. Vários estudos comprovam que suas chances de conquistar algo aumentam consideravelmente quando você escreve aonde quer chegar.

 

CRIE UM PLANO

Falhar em planejar juntos é o mesmo que planejar falhar juntos. O primeiro passo é entender de onde você está partindo. Você sabe quanto ganha? Sabe quais são suas despesas fixas e as variáveis? Sabe o valor exato delas? Você conseguiria listar em um pedaço de papel quais são seus gastos? E seus investimentos? Se você não sabe responder a isso, fique calma. Isso é normal. Mas, para criar um plano, responder a essas perguntas vai ser necessário. Organize seus gastos e os guarde. Uma vez que você se organizar, ficará mais fácil de saber onde você está financeiramente e o quão simples ou difícil será de realizar um objetivo.

 

CHEQUE SEUS HÁBITOS DE GASTOS

O jeito mais simples de ficar rico é: economizando dinheiro. Ficar rico começa com gastar menos. Mas, bem sabemos que é mais fácil falar do que colocar em prática. Dinheiro é a coisa mais fácil de gastar, principalmente em coisas pequenas. São esses gastos menos que, no final das contas, nos fizeram perder milhares (ou milhões) de reais.

Para checar os gastos, anote, durante sete dias, TODOS os seus gastos. Ao final desse desafio, analise os seus gastos e veja o quanto foi gasto com coisas pequenas e que poderia ser economizado e ido para um investimento.

 

POUPE 10%

Esse é um valor mínimo que deve ser poupado mensalmente. não para agora, mas para sua velhice ou aposentadoria. Se 10% você ainda acha muito para um investimento a tão longo prazo, poupe uma porcentagem menor, mas poupe! Guardar é melhor do que não fazer nada.

 

POUPE PARA O INESPERADO

Às vezes, as coisas não acontecem como o esperado. Pessoas perdem seus empregos e investimentos se desvalorizam. A gente sempre espera pelo melhor, mas, estar preparado para o pior nunca é demais. Para isso, tenha uma conversa com seu parceiro sobre acontecimentos inesperados e o quanto vocês devem estar preparados para isso. O ideal é ter guardado dinheiro o suficiente para que vocês passem três meses. Mas, quanto mais dinheiro para mais tempo, melhor.

 

PERMITAM-SE SONHAR

Sonhar não é coisa só para crianças. Especialistas em finanças encorajam casais a pensarem grande. Tenham um papo sobre o que vocês querem fazer que seja totalmente engraçado, ou louco, ou fora do comum. Vocês querem viajar o mundo todo? Ter uma experiência ao melhor estilo “Comer, Rezar e Amar”? Ou construir aquela cozinha dos sonhos em casa?

Nós, adultos, merecemos nos permitir sonhar. Mas, muitas vezes, nos privamos disso por sempre pensar que será financeiramente impossível.

 

PAGUE SEUS FINANCIAMENTOS ANTES

Seja ele do carro ou da casa. Quitar um financiamento o quanto antes é uma das melhores decisões financeiras que se pode tomar. Quanto mais tempo se financia um imóvel ou um carro, mais se paga juros, e, ao final do parcelamento, você pode ter pago o equivalente a metade da casa ou do carro. Sendo assim, faça o menor números de parcelas que você conseguir ou pague-as o quanto antes.

 

NÃO CAIA NA ARMADILHA DO CARTÃO DE CRÉDITO

Um cartão de crédito pode destruir um casamento. Não importa o quanto duas pessoas se amem, se uma delas está constantemente se perdendo com os gastos do cartão, a qualquer momento o relacionamento vai ruir.

Se o seu parceiro tem restrição no nome ou está com muitas dívidas a serem pagas, encoraje-o a quitá-las o quanto antes. Mesmo você não sendo diretamente responsável por uma dívida adquirida antes de vocês se casarem, ela pode atrapalhar nas finanças comuns e até na vida do casal.

 

ECONOMIZE PARA OS FILHOS

Ter um filho é caro. Ter mais de um é proporcionalmente mais caro. Empresas especializadas em planejamento financeiro e de vida, mostram que um filho, até que ele consiga se manter sozinho, requer cerca de R$1 milhão de investimento. A melhor maneira de se prevenir para esse grande custo é tratá-lo como um investimento financeiro. Assim que seu filho nascer, já tenha o pensamento à frente e comece uma poupança ou um investimento já pensando no ensino médio e na faculdade. Entretanto, antes de você começar a economizar para a faculdade dele, tenha certeza de que você tem uma quantia suficiente para sua aposentadoria.

 

 

VOCÊ JÁ ESTÁ NO UNIVERSO SUGAR? ENTRE AGORA!
CONHEÇA HOMENS RICOS E MULHERES BONITAS. CADASTRE-SE AGORA!