CONHEÇA HOMENS RICOS E MULHERES BONITAS. CADASTRE-SE AGORA!

Como todo os tipos de relações, o Sugar também pode ter começo, meio e fim. Carolina, uma Sugar Baby de 28 anos, conta como foi seu último relacionamento Sugar.

“Meu último relacionamento Sugar era tudo o que eu esperava. Meu Sugar Daddy era atraente, maduro e bem-sucedido. Tivemos um romance perfeito que durou 2 anos. Eu e o Leonardo, 40 anos, começamos a conversar pelo chat do Meu Patrocínio.

Depois de algumas semanas de bate-papo, fiquei bastante curiosa para vê-lo pessoalmente e acredito que ele também porque, cerca de um três semanas depois, ele veio a Brasília, minha cidade. Marcamos de nos encontrar em um restaurante elegante e ele superou minhas expectativas. Simpático, com um sorriso capaz de bambear minhas pernas e muito generoso, o Leo me encantou.   

A química foi imediata e logo na primeira noite percebemos que teríamos futuro juntos. No dia seguinte, ele preparou uma surpresa para mim: um passeio de helicóptero ao pôr do sol. Um sonho!

Como morávamos em cidades diferentes – o Leo era de São Paulo, nos encontrávamos uma vez por mês. Às vezes, mais de uma. Ele me mimava muito. Sempre que nos víamos, era um presente diferente. Era tudo tão doce! Tivemos aventuras incríveis, todas muito divertidas e leves. Fazíamos muito bem um para o outro.

Nosso relacionamento estava maravilhoso, mas começou a mudar um pouco depois de 1 ano. Eu abri minha empresa, com ajuda dele, e começou a ficar mais difícil viajar para encontrá-lo. Ele entendeu e passou a vir mais me ver. Só que minha agenda estava apertadíssima e não conseguíamos mais passar tanto tempo juntos.

Vi a frustração dele e eu também estava chateada. Ele começou a se incomodar com minha falta de tempo e pelo fato de eu dizer não a uma viagem para fora do país. Foi aí que comecei a pensar em seguir minha vida sem ele. Percebi que não estava mais tão empolgada para encontrá-lo e que não pensava nele com tanta frequência. Quando olhava para meu futuro, eu não o via. Minha empresa era a prioridade, agora.

Era a hora do fim. A gente se encontrou uma última vez e ele, um homem já vivido, percebeu que seria a última vez. Conversamos, mostrei toda a minha gratidão e resolvemos seguir caminhos independentes. Ficamos bem, não houve atrito. Aprendi muito com ele e não gostaria de cortar completamente a relação. Porém, seguir minha vida foi a decisão mais correta e justa, para nós dois. Às vezes, terminar é a solução.”

CADASTRE-SE
CONHEÇA HOMENS RICOS E MULHERES BONITAS. CADASTRE-SE AGORA!